background

background

Quotes – #AdoroComer!

Parafraseando a maravilhosa Revista Gosto:

pessoas-que-amam-comer

Tenho dito.

[email protected] 
Instagram: @daviadorocomer
Twitter@davimoura 
Facebookfb.com/adorocomerblog

Novidades – Sugar boom do Pizza Hut

Sou assumidamente um fã de doces. E quanto mais doce melhor. Sou daqueles gordinhos que gosta de comer bastante, depois pedir um grande doce (ou pote, ou bacia, ou balde) e tomar aquela água bem gelada. Sim, rolé bucho inchado.

Pizza Hut! Quem ama? Foi um dos primeiros locais que fui com o Faminha aqui em Fortal. Por ser meio caro, quase nunca vamos, apesar de ser incrivelmente delicioso. A pizza favorita dele é a brasileira, com um queijo especial Philadélfia. A bichinha é muito boa mesmo! Eu já provei algumas, inclusive a de calabresa (que sempre peço) e nunca me decepcionei.

Em um dos nosso últimos rolés, fomos ao Pizza Hut do Cocó, aqui em Fortaleza. É localizado em um pequeno shopping com vários estabelecimentos de gastronomia. O local é lindo, o atendimento é perfeito e os produtos incríveis.

sugar-boom, sugar-boom-pizza-hut, pizza-hut-fortaleza

Depois de pedirmos uma mega pizza para nós dois (1o fatias), fomos à sobremesa. Do cardápio, amei de cara o tal do Sugar Boom. São pãezinhos com muito açúcar e canela. No meio, um potinho com doce de leite argentino bem gostoso. É a finalização perfeita para qualquer jantar!

O preço? Perto dos R$ 20,00. Vale a pena? DEMAIS!

Serviço: Pizza Hut – Av. Engenheiro Santana Júnior, 2277, Cocó – (85) 3486-1000

[email protected] 
Instagram: @daviadorocomer
Twitter@davimoura 
Facebookfb.com/adorocomerblog

Review – LaFrutta morango e framboesa, da Nestlé

Ai gente, essa vida de correria de cidade grande é o fim. A gente tem que sobreviver, trabalhar, cozinhar, lavar louça… era mais fácil atualizar o blog e me dedicar de verdade aos projetos gastronômicos quando eu morava com meus pais! Hahaha!

Estava com saudade de atualizar meu baby com as novidades. Ultimamente comi em uns locais bem legais, estou só criando coragem para começar a escrever. Fortaleza trouxe muita coisa massa pra minha vida, mas também é novidade todo dia! 2014/2015 estão sendo anos incríveis, de mudanças gigantes. E elas não param de chegar.

Enquanto isso, vamos comendo uma delícia aqui e outra acolá. Eu amo fazer compras e descobrir produtos novos. Atualmente estou tentando controlar os quilinhos que ganhei no trabalho novo: consequências de trabalhar em frente a uma deliciosa padaria. Quando vou fazer a feira, sempre procuro itens gostoso e que não sejam tão calóricos. Foi assim que achei o LaFrutta.

lafrutta, lafrutta-morango, lafrutta-sorvete, sorvete-morango-light

Na verdade, o primeiro que consumi foi o de manga com maracujá. Amei demais, até postei. Da outra vez, vi o de morango com framboesa e resolvi experimentar. Foi horrível! De primeira, odiei demais! Ele ficou no congelador por um bom tempo. No entanto, com o tempo, fui dando novas chances. No final, já estava lambendo os beiços.

À primeira vista, pode ser estranho o fato da framboesa ter o sabor tão acentuado. Como eu estava com o azedinho do maracujá, acabei estranhando, mas vale a pena. Indico comer com algo extra, para cortar um pouco o sabor. Indico granola, foi o que funcionou bem comigo.

lafrutta, lafrutta-morango, lafrutta-sorvete, sorvete-morango-light, tabela-nutricional

Trouxe a tabela nutricional para vocês darem uma olhadela. Bem interessante, não é? Zero gordura, poucos carboidratos e poucas calorias. A parte ruim é que também não tem proteínas e nem fibras. De qualquer forma, é uma boa para matar aquela vontade de doce depois das refeições principais.

[email protected] 
Instagram: @daviadorocomer
Twitter@davimoura 
Facebookfb.com/adorocomerblog

Este é o lugar – Dorinha Lanches

Às vezes tudo que a gente quer é um lanche de meio de rua. Daqueles bem gordinhos, suculentos, gostosos e super baratos. Não há restaurante fino que chegue quando nossa vontade é de comer aquela coxinha pingando óleo e podre a fritura. Sabemos que não é bom, sabemos que cada graminha de gordura vai direto pro culote, mas, ainda assim, embarcamos na onda.

Agora para e pensa um pouco: imagina um lanche de rua que é tão (ou mais) gostoso que as porcarias que vemos por aí, mas que é perceptivelmente menos seboso. Imagina também que é vendido em um lugar no qual as normas de higiene são seguidas. Pra completar, o precinho é lá embaixo! Esse sonho virou realidade quando conheci a Dorinha.

lanches-da-dorinha, dorinha-lanches, jose-walter, dorinha-lanches,-jose-walter (2)

Ela fica bem longe dos grandes circuitos gastronômicos da capital cearense. Fica em uma das ruas principais do José Walter, um bairro mais distante. Sempre vou lá pra visitar minha sogrinha querida, a Dona Fama, e acabo passando por lá.

Dorinha começou vendendo salgados na pracinha do bairro. O sucesso foi tão grande que acabou evoluindo rapidamente para um quiosque maior – como vocês podem ver na foto – e, há algumas semanas fui e eles já tão com um espaço físico, coberto, bem lindo. Muito orgulho!

lanches-da-dorinha, dorinha-lanches, jose-walter, dorinha-lanches,-jose-walter (1)

Sobre os produtos, todos são muito grandes, gostosos e recheados. Dá pra ver que tem qualidade e muito carinho na sua preparação. É possível comprar: bolo de chocolate, bolo de limão, brigadeiros, beijinhos, tortas, panquecas, lasanhas, beirutes, coxinhas, enroladinhos de salsicha, escondidinho, sopas, caldos etc.

Meus destaques vão para 3 itens que me marcaram pra sempre e que como quase que toda vez que ando por aquelas bandas: a coxinha de calabresa com frango, o enroladinho de salsicha com queijo e presunto e o bolo cremoso de limão. Ah, tudo lá tem o tamanho grande demais. É maravilhoso!

lanches-da-dorinha, dorinha-lanches, jose-walter, dorinha-lanches,-jose-walter (3)

Falando mais uma vez dos preços: da última vez que fui lá comprei 3 coxinhas e 1 enrolado de salsicha e não deu nem R$ 15,00. Vale a pena!

Dorinha, sou seu fã!

Serviço: Barraca da Dorinha – (85) 3017 5267 e 8646 0478.

[email protected] 
Instagram: @daviadorocomer
Twitter@davimoura 
Facebookfb.com/adorocomerblog

Institucional – A verdade sobre o Adoro Comer

Quem acompanha o blog desde sempre, já percebeu que as coisas estão mudadas. A periodicidade das postagens se alterou completamente. Antes eu postava todos os dias, até dois posts. Hoje posto 3 vezes por semana, às vezes nem isso. É o efeito cidade grande. Antes eu também tinha todo o suporte pra isso: uma agência para trabalhar comigo. Hoje sou só. Normal o ritmo cair.

Antes ele era bem mais conhecido. Tinha um número imenso de acessos diários, um perfil no Instagram bem bombado. Ainda tinha espaço na TV e no jornal. Quem lembra? Era realmente referência quando o assunto era comida. Qualquer lançamento na cidade, lá estava eu.

Eu conseguia faturar com o site. Faturar bem, diga-se de passagem. Eram muitos patrocinadores, parceiros. Sempre tinha alguém disposto a dar uma comidinha para aparecer por aqui, afinal, era muita mídia e o blog tinha muita visibilidade.

Só que tudo isso tinha um preço. Visibilidade traz falta de privacidade. As pessoas davam conta do que eu comia, do que eu fazia, de com quem eu andava e até de quem eu beijava. Mas a realidade é essa. Até aqui em Fortaleza teve gente sem futuro de Mossoró que veio perturbar. Falta de bom senso.

Praticamente 1 ano se passou desde que me mudei. O blog, como muitos questionaram, continuou firme e forte. Às vezes nem tão firme e nem tão forte. Na verdade, ele acompanhou minha mudança. A rotina aqui é muito pesada e realmente não consigo dar a atenção que eu queria.

Os patrocinadores foram embora, os acessos caíram, muita coisa se modificou. A verdade é que eu também me modifiquei. Comecei a perceber, não sem uma dose de sofrimento, que você é o que você vale. Eu valia muito. A mudança de cidade e a falta de visibilidade levaram embora muitas amizades que eu julgava verdadeiras.

Dramático? Um pouco. Na verdade, sempre fui avisado: cuidado com quem anda. Minha cabeça se modificou também. Hoje, com o crescimento que tive, aguento bem menos bobagem, falo mais o que penso e tenho bem menos paciência pra lidar com gente besta. Isso se reflete no blog 100%.

Minha linha editorial sempre foi: “só fale do que vale a pena”. Não posso mentir: já falei do que não valia a pena, mas sempre no intuito de ajudar. Já postei coisas de lugares horríveis, com a intenção de ajudar o empreendedor, tudo isso por acreditar no produto e na proposta. Resultado? Eles vão à falência, eles quebram, eles vão embora e sequer agradecem a ajuda. Ah, isso quando não levam grana sua.

Hoje decidi que o foco da minha vida é outro. Ser blogueiro é muito difícil. Mendigar por um post patrocinado ou mesmo um prato de comida não vale a pena. Cansei disso.

Tenho, na verdade, que agradecer a vários amigos de verdade que fiz nesses anos. Pessoas que, tenho certeza, toda vez que me chamaram aos seus estabelecimentos foi pela amizade. Gostaria de citar alguns, mas quem fez na intenção boa, sabe que fez. Nem preciso comentar. A vocês, meu muito obrigado.

O blog vai passar por uma mudança de layout. Eu que fiz, por sinal. Se estiver feio, bonito, ou qualquer outra coisa, foi o melhor que eu pude fazer. Sou um aprendiz de designer e permaneço no aprendizado. Em breve vocês vão vê-lo. Mês que vem, se tudo der certo.

Sobre o conteúdo, postarei quando der vontade e quando tiver tempo. Não sou mais agregado a nenhum patrocinador. Se quero patrocinadores? Lógico! Mas agora vou brincar de valorizar mais meu trabalho. E sim, a verdade será dita aqui, seja ela qual for. Quero poucos, porém fieis leitores.

Ah, só pra deixar claro: tudo que eu posto aqui, ainda mais agora, é porque EU quero postar. Seja uma receita de uma marca famosa, sejam minhas impressões sobre determinado produto, seja qualquer coisa. É por amor. Faço somente por amor ao meu blog. E agora, mais que nunca.

Radical? Talvez. Mas muito libertador.

Um obrigadinho às minhas maiores inspirações do mundo virtual:
Obrigado a Tatiana Romano, do Panelaterapia. Seu jeito me inspirou a abrir mais a boca para falar verdades. Sem medo de ter a imagem atacada.
Obrigado a Priscila Darre, do Culinarístico. Às vezes o dedo do meio levantado é a melhor resposta.
Obrigado a Sara Graciano, do Cozinha em Cena. Seu jeito boêmio combina com o meu. Ainda quero concretizar isso na vida real.
Obrigado a Carla Maicá, do Armazém Artusi (hoje em dia, né? <3). Sua força para empreender me inspira.

E vamos que vamos!

[email protected] 
Instagram: @daviadorocomer
Twitter@davimoura 
Facebookfb.com/adorocomerblog